Sábado, 16 Dezembro 2017 | Login
KATSUHIRO HARADA / Divulgação KATSUHIRO HARADA / Divulgação

KATSUHIRO HARADA, diretor de Tekken, é presença confirmada na BGS 2018

 Brasil Game Show 2018 acontece de 10 a 14 de outubro em São Paulo
 
 
Responsável por uma das mais icônicas séries de jogos eletrônicos de luta participará da abertura do evento, de sessões de meet & greet, fará apresentações no BGS Talks, será jurado de concurso de cosplay e receberá dois prêmios na maior feira de games da América Latina, que acontecerá de 10 a 14 de outubro de 2018
 
 
A Brasil Game Show (BGS) já deu a largada para 2018 e anuncia sua primeira grande atração: Katsuhiro Harada, diretor dos jogos da série de luta Tekken, um dos criadores mais importantes da indústria mundial de games, estará na 11ª BGS, que acontece de 10 a 14 de outubro de 2018, no Expo Center Norte, em São Paulo. No maior evento de games da América Latina, os visitantes da feira poderão acompanhar e participar de uma série de atividades com a presença de Harada, como a abertura oficial do evento, sessões de meet & greet e apresentações no palco do BGS Talks. O famoso produtor japonês também será jurado de concursos de cosplays e receberá duas homenagens: o prêmio Lifetime Achievement Award e um lugar no Wall of Fame, ambas oferecidas apenas a lendas do setor, como Hideo Kojima, Phil Spencer, Ed Boon e Nolan Bushnell.
 
 
"A #BGS10 foi inesquecível e entrou para a história como a maior e mais importante edição até aqui. Trouxemos grandes nomes da indústria, apresentamos muitas novidades e batemos recordes de público, expositores, estações de jogos e lançamentos. Agora é o momento de partir para o 'next level', ou seja, o desafio é crescer ainda mais e entrar de vez para o calendário global dos mais importantes eventos mundiais de games", disse Marcelo Tavares, CEO e fundador da Brasil Game Show. "Estamos trabalhando muito para que a BGS 2018 seja ainda melhor e a participação do Harada inaugura uma série de grandes anúncios que faremos ao longo dos próximos meses", completou.
 
 
 
 
Última modificação em Quarta, 13 Dezembro 2017 18:31

Itens relacionados (por tag)

  • Temporada OSESP 2018 | Natureza dos Sons
    Ao longo do ano a OSESP apresentará 112 concertos sinfônicos, incluíndo programas da série de assinaturas e concertos gratuitos, além de cinco concertos do Coro da Osesp, quatro programas do Quarteto Osesp e 11 recitais. Ao todo serão 134 apresentações na Sala São Paulo!
     
     
     
     
     
    A Temporada Osesp 2018 – Natureza dos Sons
    tem sua inspiração em dois dos mais importantes elementos
    de formação da cultura brasileira: a natureza e a música.
     
     
    Sobre a escolha desse tema, o Diretor Artístico da Osesp, Arthur Nestrovski, explica: “Poucas culturas têm riqueza natural como a nossa; e poucas também, semelhante patrimônio musical, com enorme variedade de gêneros e estilos. (...) É bem verdade, no entanto, que a música, tanto quanto a natureza, vem sendo ameaçada, de muitos modos, nesse período tão complexo. Cuidar da música, como cuidar da natureza, vai-se tornando, mais do que nunca, exercício de convicção: uma prática diária de persistência, em tempos de crise.”
     
    Para a Osesp, esse “exercício de convicção” tem se realizado ao longo de toda a sua trajetória, há mais de 60 anos, e continua pela Temporada de concertos na Sala São Paulo em 2018, com 32 programas de assinatura e 134 concertos no total, sendo 112 sinfônicos, 15 de câmara e sete corais. 
     
    Muitas são as iniciativas do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado da Cultura, para a divulgação e ampliação de plateias da música clássica, com realização da Fundação Osesp. A começar pelos Concertos Matinais Gratuitos, que acontecem sempre aos domingos de manhã na Sala São Paulo, com apresentações da Osesp e de orquestras parceiras. Somam-se a estes os Concertos Digitais, transmitidos para  milhares de espectadores gratuitamente pela internet; os Ensaios Abertos da Osesp, com ingressos a preço reduzido (R$ 10); e ainda os projetos fonográficos, que incluem os lançamentos pelo Selo Digital Osesp, para audição e download gratuitos. 
     
    Fundamentais, ainda, são os projetos educativos, como o Descubra a Orquestra, que recebe crianças e adolescentes de escolas públicas para concertos gratuitos na Sala São Paulo; e a Academia de Música da Osesp, que investe na formação e na profissionalização de jovens músicos de orquestra e coro.
     
    Nessa Temporada, atendendo ao objetivo de contribuir, ainda mais, para o fácil acesso à música clássica, uma nova ação foi criada: a Fundação Osesp oferecerá em todos os programas uma grande quantidade de ingressos ao preço do Vale Cultura (R$ 50), ao longo de todo o ano, tanto no setor do Coro como no setor superior; e ainda programou a série especial Grandes Clássicos, com quatro concertos regidos por Isaac Karabtchevsky, com preço único de R$ 50 (por apresentação), em todos os lugares da Sala.
     
    Falando ainda sobre a preocupação constante com o acesso do seu público à sala de concertos, junto ao anúncio recente de renovação da Praça Júlio Prestes pelo Governo do Estado, a Fundação traz uma novidade importante para a próxima Temporada. A partir de 2018, os concertos noturnos terão início às 20h30, às quintas e sextas-feiras; e os concertos de câmara, aos domingos, terão início às 19h. Já os concertos de sábado à tarde permanecem no horário das 16h30.
      
     
     
     
    DESTAQUES DA TEMPORADA
     
    Em 2018, a Série Sinfônica da Osesp terá 112 concertos – sendo 12 deles gratuitos –, além das séries de câmara e do Coro. Duas séries inteiramente gratuitas são destaque da programação: o festival Viva Villa! (em fevereiro, antes da abertura oficial da Temporada), com seis concertos seguidos, três destes sob a batuta de Isaac Karabtchevsky, celebrando o término das gravações da integral das 11 Sinfonias de Villa-Lobos; e a Maratona Mozart (em outubro), com cinco concertos regidos por Neil Thomson, com sinfonias do celebrado compositor austríaco, e tendo como solistas os ganhadores do Concurso Jovens Solistas da Osesp.
     
    Outros destaques são as sequências integradas de concertos que acontecem ao longo de toda a Temporada 2018, a começar pela série integral das Sinfonias de Beethoven, regidas por Marin Alsop (Diretora Musical e Regente Titular da Osesp), Valentina Peleggi (Regente em Residência da Osesp) e mais sete maestros convidados, entre eles Nathalie Stutzmann (Artista Associada 2016-18), Louis Langrée e Arvo Volmer; e as séries especiais Rossini – 150 Anos de Morte e Stravinsky Essencial (incluindo os três grandes balés modernistas do autor).
     
    O Artista em Residência será o flautista franco-suíço Emmanuel Pahud e o Compositor Visitante, o francês Philippe Manoury. O Músico Homenageado será Marcos Thadeu, preparador vocal do Coro da Osesp e Regente Titular do Coro Acadêmico. 
     
    Entre os solistas internacionais, a Osesp recebe muitos pianistas – Nikolay Luganski, Gabriela Montero, Steven Osborne, Pierre-Laurent Aimard, Tamara Stefanovich, Igor Levit e Roger Muraro –; além dos violinistas Pekka Kuusisto e Ning Feng; o violista Antoine Tamestit; e o trombonista Christian Lindberg (também como regente). Entre os solistas brasileiros, destaque para os pianistas Fabio Martino, Jean-Louis Steuerman, Lucas Thomazinho e Marcelo Bratke. Destaque ainda para o festival Piano Brasileiro, com concertos do Duo Gisbranco, Leandro Braga e Cristóvão Bastos, e André Mehmari.
     
    Entre as obras inéditas está a estreia latino-americana de um concerto do compositor português Vasco Mendonça, pela parceria com a Fundação Gulbenkian de Lisboa, além da estreia mundial de três peças especialmente encomendadas aos compositores Ronaldo Miranda (que comemora 70 anos), Aylton Escobar e Caio Facó.
     
     
    A programação completa já está disponível no site da Osesp e a versão digital para download do livro da Temporada será disponibilizada em breve.   [http://www.osesp.art.br/paginadinamica.aspx?pagina=temporadaosesp].