Sábado, 18 Novembro 2017 | Login
Adaptação de clássico do cinema, premiado espetáculo 12 Homens e Uma Sentença faz curta temporada 
 
Ao longo do ano a OSESP apresentará 112 concertos sinfônicos, incluíndo programas da série de assinaturas e concertos gratuitos, além de cinco concertos do Coro da Osesp, quatro programas do Quarteto Osesp e 11 recitais. Ao todo serão 134 apresentações na Sala São Paulo!
 
 
 
 
 
A Temporada Osesp 2018 – Natureza dos Sons
tem sua inspiração em dois dos mais importantes elementos
de formação da cultura brasileira: a natureza e a música.
 
 
Sobre a escolha desse tema, o Diretor Artístico da Osesp, Arthur Nestrovski, explica: “Poucas culturas têm riqueza natural como a nossa; e poucas também, semelhante patrimônio musical, com enorme variedade de gêneros e estilos. (...) É bem verdade, no entanto, que a música, tanto quanto a natureza, vem sendo ameaçada, de muitos modos, nesse período tão complexo. Cuidar da música, como cuidar da natureza, vai-se tornando, mais do que nunca, exercício de convicção: uma prática diária de persistência, em tempos de crise.”
 
Para a Osesp, esse “exercício de convicção” tem se realizado ao longo de toda a sua trajetória, há mais de 60 anos, e continua pela Temporada de concertos na Sala São Paulo em 2018, com 32 programas de assinatura e 134 concertos no total, sendo 112 sinfônicos, 15 de câmara e sete corais. 
 
Muitas são as iniciativas do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado da Cultura, para a divulgação e ampliação de plateias da música clássica, com realização da Fundação Osesp. A começar pelos Concertos Matinais Gratuitos, que acontecem sempre aos domingos de manhã na Sala São Paulo, com apresentações da Osesp e de orquestras parceiras. Somam-se a estes os Concertos Digitais, transmitidos para  milhares de espectadores gratuitamente pela internet; os Ensaios Abertos da Osesp, com ingressos a preço reduzido (R$ 10); e ainda os projetos fonográficos, que incluem os lançamentos pelo Selo Digital Osesp, para audição e download gratuitos. 
 
Fundamentais, ainda, são os projetos educativos, como o Descubra a Orquestra, que recebe crianças e adolescentes de escolas públicas para concertos gratuitos na Sala São Paulo; e a Academia de Música da Osesp, que investe na formação e na profissionalização de jovens músicos de orquestra e coro.
 
Nessa Temporada, atendendo ao objetivo de contribuir, ainda mais, para o fácil acesso à música clássica, uma nova ação foi criada: a Fundação Osesp oferecerá em todos os programas uma grande quantidade de ingressos ao preço do Vale Cultura (R$ 50), ao longo de todo o ano, tanto no setor do Coro como no setor superior; e ainda programou a série especial Grandes Clássicos, com quatro concertos regidos por Isaac Karabtchevsky, com preço único de R$ 50 (por apresentação), em todos os lugares da Sala.
 
Falando ainda sobre a preocupação constante com o acesso do seu público à sala de concertos, junto ao anúncio recente de renovação da Praça Júlio Prestes pelo Governo do Estado, a Fundação traz uma novidade importante para a próxima Temporada. A partir de 2018, os concertos noturnos terão início às 20h30, às quintas e sextas-feiras; e os concertos de câmara, aos domingos, terão início às 19h. Já os concertos de sábado à tarde permanecem no horário das 16h30.
  
 
 
 
DESTAQUES DA TEMPORADA
 
Em 2018, a Série Sinfônica da Osesp terá 112 concertos – sendo 12 deles gratuitos –, além das séries de câmara e do Coro. Duas séries inteiramente gratuitas são destaque da programação: o festival Viva Villa! (em fevereiro, antes da abertura oficial da Temporada), com seis concertos seguidos, três destes sob a batuta de Isaac Karabtchevsky, celebrando o término das gravações da integral das 11 Sinfonias de Villa-Lobos; e a Maratona Mozart (em outubro), com cinco concertos regidos por Neil Thomson, com sinfonias do celebrado compositor austríaco, e tendo como solistas os ganhadores do Concurso Jovens Solistas da Osesp.
 
Outros destaques são as sequências integradas de concertos que acontecem ao longo de toda a Temporada 2018, a começar pela série integral das Sinfonias de Beethoven, regidas por Marin Alsop (Diretora Musical e Regente Titular da Osesp), Valentina Peleggi (Regente em Residência da Osesp) e mais sete maestros convidados, entre eles Nathalie Stutzmann (Artista Associada 2016-18), Louis Langrée e Arvo Volmer; e as séries especiais Rossini – 150 Anos de Morte e Stravinsky Essencial (incluindo os três grandes balés modernistas do autor).
 
O Artista em Residência será o flautista franco-suíço Emmanuel Pahud e o Compositor Visitante, o francês Philippe Manoury. O Músico Homenageado será Marcos Thadeu, preparador vocal do Coro da Osesp e Regente Titular do Coro Acadêmico. 
 
Entre os solistas internacionais, a Osesp recebe muitos pianistas – Nikolay Luganski, Gabriela Montero, Steven Osborne, Pierre-Laurent Aimard, Tamara Stefanovich, Igor Levit e Roger Muraro –; além dos violinistas Pekka Kuusisto e Ning Feng; o violista Antoine Tamestit; e o trombonista Christian Lindberg (também como regente). Entre os solistas brasileiros, destaque para os pianistas Fabio Martino, Jean-Louis Steuerman, Lucas Thomazinho e Marcelo Bratke. Destaque ainda para o festival Piano Brasileiro, com concertos do Duo Gisbranco, Leandro Braga e Cristóvão Bastos, e André Mehmari.
 
Entre as obras inéditas está a estreia latino-americana de um concerto do compositor português Vasco Mendonça, pela parceria com a Fundação Gulbenkian de Lisboa, além da estreia mundial de três peças especialmente encomendadas aos compositores Ronaldo Miranda (que comemora 70 anos), Aylton Escobar e Caio Facó.
 
 
A programação completa já está disponível no site da Osesp e a versão digital para download do livro da Temporada será disponibilizada em breve.   [http://www.osesp.art.br/paginadinamica.aspx?pagina=temporadaosesp].
 
 
Mês de novembro conta com programação para toda família, espetáculos circenses, teatrais e de dança, além de atividades tecnológicas e esportivas integram as atrações
 
 
No domingo, 12/11, às 12h, a diversão fica por conta da Trupe Dunavô com o espetáculo “Refugo Urbano”. A peça fala sobre uma história de sentimentos, humanidade, sonhos, amor e palhaços. E no dia 19/11, às 16h, a trupe apresenta “O Livro do Mundo Inteiro”, em que um grupo de palhaços parte com a missão de colher histórias para a finalização de um livro misterioso.
A Cia. de Danças de Diadema conta uma história de gestos por meio da dança, onde uma mão que, fascinada por movimentos, parte à descoberta do corpo. O espetáculo “A Mão do Meio - Sinfonia Lúdica” acontece nos dias 19/11 (domingo) e no feriado 20/11 (segunda-feira), às 12h. 
Ainda integra a programação do mês atividades tecnológicas e esportivas, além de contação de história acessível. Confira a programação completa:
 
CIRCO:
SEMI-BREVE - COM LAS CABAÇAS
Em Semi-Breve a dupla de palhaças Bifi e Quinan fazem uma releitura de cinco números tradicionais da palhaçaria circense: A Pulga; Soldado, sen-tido!; O Salto no Copo d'água; A Mágica e O Nome dos Santos. Livre | Grátis | 05/11. Domingo, às 16h
 
O LIVRO DO MUNDO INTEIRO - COM TRUPE DUNAVÔ
Um grupo de palhaços parte com a missão de colher histórias para a finalização deste livro misterioso, que será guardado e reaberto daqui milhares de anos, para que todos saibam dessas importantes histórias. 
Livre | Grátis | 19/11. Domingo, às 16h
 
TEATRO:
DIVAGAR E SEMPRE - COM LAS CABAÇAS
No meio da floresta, Bifi e Quinan procuram chegar a um lugar utópico e desconhecido, que vai se construindo à medida que caminham. O dia a dia das palhaças na canoa e nas terras por onde pisam, o encontro com a onça pintada, a singela alegria de um peixe pescado, os sons, a solidão e o medo, revelam ao espectador o imaginário misterioso desse lugar e dessas figuras. 
Livre | R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (aposentado, pessoa com 60 anos ou mais, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante), R$ 5,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc  e dependentes)| Grátis para crianças até 12 anos mediante retirada de ingresso na Bilheteria | 05/11. Domingo, às 12h
 
REFUGO URBANO - COM TRUPE DUNAVÔ
Dois mundos excêntricos, caos e ordem, ligados pela ação da transformação. Dois seres intrigantes e complexos.  Claudius é organizado, comedido e cuidadoso. Pamplona é vibrante, emocional, e guarda consigo um universo único debaixo de seus sacos plásticos e papelões. Eles não se conhecem... ainda! Porém juntos, descobrirão o que há de mágico na trágica crueza das ruas. 
Livre | R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (aposentado, pessoa com 60 anos ou mais, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante), R$ 5,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc  e dependentes)| Grátis para crianças até 12 anos mediante retirada de ingresso na Bilheteria | 12/11. Domingo, às 12h
 
DANÇA:
A MÃO DO MEIO - SINFONIA LÚDICA - COM CIA. DE DANÇAS DE DIADEMA
Uma sinfonia lúdica composta de movimento, som e luz, que nos faz mergulhar num mundo feito poesia. Situações cotidianas se transformam, num piscar de olhos, em mágica. Gestos simples fazem surgir imagens surpreendentes e sensações inéditas.  Uma história sobre o nascimento, a descoberta do corpo e da vida, e também, sobre as diferenças. 
Livre | R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (aposentado, pessoa com 60 anos ou mais, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante), R$ 5,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc  e dependentes)| Grátis para crianças até 12 anos mediante retirada de ingresso na Bilheteria | 19 e 20/11. Segunda e domingo, às 12h
 
FORÇA FLUÍDA - COM CIA. DE DANÇAS DE DIADEMA
O fluxo natural vem da natureza. O fluxo da respiração esta de acordo com a natureza. Qual é a força que flui...? O que faz o forte fluir...?
R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (aposentado, pessoa com 60 anos ou mais, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante), R$ 6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc  e dependentes). Não recomendado para menores de 12 anos. | 18/11. Sábado, às 20h
 
TECNOVEMBRO - Oficinas tecnológicas:
 
Arduino para família
Este workshop será uma ótima oportunidade de aproximar a família ao mundo da tecnologia e da cultura Maker, sendo apenas o início de uma infinidade de projetos utilizando esta plataforma. Não recomendado para menores de 10.
Grátis | Inscrições gratuitas no local com 30 minutos de antecedência
05/11. Domingo, das 14h às 17h
19/11. Domingo, das 14h às 17h
 
Meu primeiro robô
Nesta oficina, os participantes irão programar seu próprio robô seguidor de linha, ou seja, um robô capaz de seguir de maneira autônoma um circuito definido por uma linha branca sobre uma superfície preta. 
Grátis | Inscrições gratuitas no local com 30 minutos de antecedência.
12/11. Domingo, das 14h às 17h
 
Exposição Acessível:
 
Contação de Histórias para ouvintes e não ouvintes - Com a arte educadora Isadora Borges
Contação de histórias para o público espontâneo ouvinte e não ouvinte, inspiradas nos ilustradores da exposição Linhas de Histórias: o livro ilustrado em sete autores. 
Livre | Grátis | 05 e 12/11. Domingo, às 14h
 
NA ROTA DO PEDAL:
Projeto que visa ampliar as questões sobre o pedalar e mobilidade urbana além de incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte.
 
Giro 50km
Pedal de aproximadamente 50 km, passando pelas Unidades do Sesc Vila Mariana, Bom Retiro, 24 de maio, fazendo uma parada no Mercado Municipal de São Paulo. 
Não recomendado para menores de 16 | Grátis | 26/11. Domingo, das 8h às 15h
 
Pelas trilhas de Paranapiacaba 
Pedal de nível moderado em piso misto - terra e asfalto, permeados por mata e riachos, com aproximadamente de 35 Km. Informações e inscrições pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  
Não recomendado para menores de 16 | Grátis | 19/11. Domingo, às 8h
 
GERANDO SAÚDE NA MATERNIDADE:
Dança Materna para Mães, Pais e Bebês + Banho de Balde - Com Tatiana Tardioli
Uma aula de dança especialmente conduzida para embalar as famílias, finalizada com massagem e um refrescante banho de balde nos pequenos. O banho de balde é uma experiência extremamente prazerosa para o bebê, pois remonta ao aconchego no útero da mãe, pela contenção experimentada em função do formato do balde somada à imersão num meio líquido.
Livre | Grátis | 12/11. Domingo, das 14h30 às 17h
 
 
SERVIÇO: SESC SANTO ANDRÉ 
Rua Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar – Santo André
Telefone – (11) 4469-1311
Estacionamento (vagas limitadas): Credencial Plena – R$ 5 (R$ 1,50 por hora adicional) | 
Outros – R$ 10 (R$ 2,50 por hora adicional).
Informações sobre outras programações:
 
 
O show passará por São Paulo e Porto Alegre com um repertório composto de grandes sucessos da cantora e também interpretações de canções dos Mutantes, Charlie Brown Jr e Stevie Wonder 
 
 
Paula Toller apresenta seu novo trabalho “Como Eu Quero” e dá ao público a oportunidade de assistir à consagrada cantora e compositora numa apresentação inédita. Depois de viajar com o show Transbordada e de protagonizar a turnê Rock Brasil para mais de um milhão de pessoas, agora Paula apresenta seu repertório de forma mais essencial, numa performance tête-a-tête com o público. 
 
A seleção contempla toda a sua carreira solo e no Kid Abelha. Além das próprias músicas, Paula também apresenta “Ando Meio Desligado”, dos Mutantes; “Céu Azul” do Charlie Brown Jr, numa interpretação delicada e emocionante; além de uma versão para "Don’t You Worry ‘Bout a Thing”, de Stevie Wonder, que virou “Deixa a Vibe te Levar”.
 
Como não poderia ser diferente em um show de uma hitmaker, grandes sucessos compõem o setlist e o espectador poderá ouvir, entre outras, “Como eu quero”, “Nada Sei”, “Fixação” e “Grand’Hotel” interpretadas por Toller com o auxílio luxuoso do lendário produtor Liminha, nos arranjos e violão, além dos excelentes: Gustavo Camardella (violão), Pedro Augusto (teclados), Pedro Dias (baixo) e Adal Fonseca (bateria). A cenografia tem concepção do multifacetado Batman Zavarese. E a luz é assinada por Samuel Bets. 
 
 
 
Serviço: SÃO PAULO
Quando: 10 de novembro - Sexta-feira, às 21h
Onde: Teatro Bradesco (Rua Palestra Itália, 500 / 3º piso – Bourbon Shopping São Paulo)
Classificação: Livre - www.teatrobradesco.com.br
 
Ingressos de R$140,00 a R$240,00 (inteira)
CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:
Ingresso Rápido: 4003-1212
Bilheteria Teatro Bradesco: Rua Palestra Itália, 500 / 3º piso – Bourbon Shopping São Paulo
Horário de funcionamento: Domingo a Quinta das 12h às 20h, Sexta e Sábado das 12h às 22h.
 
 
Serviço:  PORTO ALEGRE
Quando: 8 de dezembro - Sexta-feira, às 21h
Onde: Teatro do Bourbon Country (Av. Túlio de Rose, 80 / 2º andar – Shopping Bourbon Country)
 
Ingressos de R$100,00 a R$240,00 (inteira)
CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de conveniência):
CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de conveniência):
Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a
sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h)
 
 

  

 

Com estética pop e narrativa surrealista, a comédia romântica sobre uma batalha entre a Morte e um Anjo da Guarda tem no elenco principal Isabella Santoni, Agatha Moreira, Lucas Salles, Victor Lamoglia, Thais Belchior e Rafael Infante
 
 
Rodrigo Bittencourt deu início às filmagens de seu terceiro longa-metragem: "Missão Cupido". Com roteiro e trilha sonora assinados por ele e produção de Clélia Bessa, da Raccord Produções, a comédia romântica será rodada durante quatro semanas e meia, em locações em Nova Friburgo e arredores e no Rio de Janeiro. No elenco principal, Isabella Santoni, Lucas Salles, Agatha Moreira, Rafael Infante, Victor Lamoglia, Thais Belchior, além de participações especiais de Guta Stresser, Kiko Mascarenhas e Thalita Rebouças. O filme tem coprodução da Paramount Pictures e distribuição da H2O Films.
 
Para contar a história de Rita (Isabella Santoni) e de seu relapso anjo da guarda, Miguel (Lucas Salles), Rodrigo Bittencourt lança mão de uma narrativa pop e de uma estética surrealista, com o ritmo clipado que já se tornou sua marca registrada. "Vou usar muito neon, fumaça, luzes e pra chegar ao efeito que idealizei vou filmar com lente anamórfica, em locações incríveis e inéditas que nunca foram usadas antes em um filme", adianta.
 
O roteiro é irreverente do início ao fim. Sem ter noção do poder de suas palavras, o anjo Miguel profetizou alguns dos problemas que perseguem sua protegida, como o estigma de jamais encontrar um amor. O que ele não esperava é que Rita fosse cair nos encantos da Morte (Agatha Moreira), que assume a forma de uma mulher sexy e aparece para colocar em xeque a certeza da moça de que jamais se apaixonaria.
 
Miguel recebe uma ordem vinda diretamente do Todo Poderoso, o presidente da Miracle (Rafael Infante), uma agência de seguros de vida na qual os assegurados são os seres humanos e os funcionários são anjos contratados pela empresa. Mesmo a contragosto, Miguel deve descer à Terra e resolver os problemas de Rita. Para isso, vai precisar lidar com emoções tipicamente humanas e travar duelos emocionantes e surreais com a Morte.
 
 
FICHA TÉCNICA
 
Direção e Roteiro: Rodrigo Bittencourt
Produção: Clélia Bessa
Produção Executiva: Fernanda Kalume
Diretor de Fotografia: Fabio Burtin
Som Direto: Álvaro Correia
Diretor de Arte: Chiquinho Andrade
Figurinista: Fúlvia Costalonga
Maquiagem: Cacá Zech
  
 
SOBRE RODRIGO BITTENCOURT 
 
Diretor de cinema e televisão, roteirista, compositor, músico e escritor, Rodrigo Bittencourt tem uma carreira plural. Lançou seu primeiro longa-metragem em 2012, "Totalmente Inocentes", e em 2017, o segundo, "Real: o Plano por Trás da História", inspirado no livro de Guilherme Fiuza "3.000 Dias no Bunker". Realizou cinco curtas-metragens, entre eles o documentário "Por Acaso Gullar", selecionado por dezenas de festivais pelo Brasil; a comédia "Who's Gonna Fuck My Wife?" e "Procurando Jorge Mautner" - que deu origem à série "Procurando Quem?", do Canal Brasil.
 
Como compositor, foi gravado por intérpretes como Maria Rita, Fagner e Thais Gullin, além de compor em parceria com Jorge Mautner e Ana Carolina, e lançar três discos de sua carreira solo. Tem dois livros publicados: o romance "Esmalte Vermelho" e o infanto-juvenil "Ópera Brasil". Para a televisão, também escreveu e dirigiu a série "Até Que Faz Sentido" (2012), exibida no Multishow.
 
 
 
 
 

 
As peças ganhadoras e selecionadas pelo júri ficarão expostas a partir de 11 de novembro, sábado, das 10h às 18h, com entrada gratuita. No dia acontecerá também feira de livros especializada, encontro com a comissão julgadora e oficinas educativas
 
 31º Prêmio Design MCB, mais tradicional e prestigiada premiação do segmento do país, realizada desde 1986, inaugura a exposição com as peças ganhadoras e selecionadas pelo júri em 2017 no Museu da Casa Brasileira (MCB). A abertura será em novo formato e não haverá cerimônia de premiação, mas contará com feira de livros especializada em arquitetura e design, oficinas e foodtrucks, além de encontro com a comissão julgadora e os vencedores.
 
O Prêmio Design MCB é reconhecido em todo o Brasil por ser um celeiro de talentos e consagração de profissionais. O propósito da premiação é dar anualmente um panorama da produção brasileira em categorias que abrangem o design de produtos e a trabalhos escritos, acadêmicos e editorial ligados ao mercado.
 
Este ano, o Prêmio Design recebeu 587 trabalhos, que foram julgados por duas comissões independentes. Sob coordenação de Marcelo Oliveira, doutor em Arquitetura e Urbanismo, foram analisadas as categorias de produto: Construção, Transporte, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis e Utensílios. Já a categoria de Trabalhos Escritos foi coordenada por Cibele Taralli, doutora em Estruturas Ambientais Urbanas e Milene Soares Cara, doutora em Arquitetura e Urbanismo.
 
Confira a programação de abertura da exposição:
 
- 10h às 18h – Visitação à exposição 31º Prêmio Design MCB
Estarão na mostra os 54 produtos e publicações premiados, divididos entre 1º, 2º, 3º lugares e menções honrosas, além das 48 peças selecionadas pelo júri.
 
- 10h às 18h – Feira de livros especializada
Durante a abertura da exposição do 31º Prêmio Design MCB, editoras focadas em design e arquitetura disponibilizarão suas publicações com descontos: Participam: Romano Guerra, Olhares, Gustavo Gili, estação das letras e Cores, Edições SESC, Ubu, Senac, Blucher, Monolito, Revista Projeto e Revista L+D.
 
- 10h30 às 12h – Oficina de Serigrafia – Educativo MCB
A artista Monica Schoenacker oferecerá noções básicas de serigrafia e, enquanto isso, o participante poderá estampar uma peça em um pano de prato para levar para casa. 
 
- 11h - Encontro da comissão julgadora e vencedores
Pode-se dizer que o tradicional encontro entre os jurados e os vencedores de cada edição é o momento ápice da abertura do Prêmio Design.
 
- 14h às 15h30 - Oficina de Papercut – Fedrigoni
A artista autodidata Ariádine irá ensinar um pouco do que aprendeu durante uma viagem de três anos pela Europa, com colagens e minuciosos recortes em papel – os chamados kiriês, uma técnica oriental originária da China, que consiste em formar figuras e desenhos em papéis com a ajuda do corte do estilete.
 
- 15h às 16h30 – Oficina Inutensílios – Educativo MCB
A atividade será inspirada no poema de Manoel de Barros, 'O Fazedor de Amanhecer', e tem como objetivo central a construção de novos objetos e utensílios para o dia a dia, feitos a partir de sucatas ou materiais que não são mais utilizados.
 
- 16h às 17h30 – Oficina de Encadernação – Fedrigoni
Os ministrantes Estela Vilela e Bruna Ximenes mostrarão como é feita a encadernação, que surgiu quando o comércio de livros no Japão se estabeleceu. A costura, que tem o nome original de Yamato Toji, é feita pelo dorso dos cadernos, sem uso de cola.
 
- 10h às 18h – Foodtrucks
Lanches, comidas vegetarianas, drinkes, doces e açaís. Confirmadas as participações de +55 FoodTruck Brasil, Dica Natureba, Choco Frut e Cubq.
 
 
 
Sobre o Prêmio Design MCB
O Prêmio Design MCB é realizado desde 1986 pelo Museu da Casa Brasileira. A premiação - a mais tradicional e prestigiada do segmento no país - revela talentos e consagra profissionais e empresas. O Prêmio é dividido em dois momentos principais: o Concurso do Cartaz e, em seguida, a premiação dos produtos e trabalhos escritos. Entre junho e agosto, o MCB recebe criações (protótipos ou em produção) nas categorias: Construção, Transporte, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis, Utensílios e Trabalhos Escritos. Os trabalhos são analisados por duas comissões julgadoras independentes, uma para as categorias de produto e outra para trabalhos teóricos. Por fim, são escolhidos os premiados, divididos entre 1º, 2º e 3º lugares e menções honrosas, além dos selecionados que também compõe a exposição. Como resultado do Prêmio Design MCB, o Museu realiza uma mostra com os vencedores e selecionados de cada categoria da edição, que fica em cartaz por cerca de dois meses. 
 
 
SERVIÇO: Abertura do 31º Prêmio Design MCB
De 11 de novembro – entrada gratuita
Sábado, das 10h às 18h
Local: Museu da Casa Brasileira
Av. Faria Lima, 2.705 – Jd. Paulistano / SP
Tel.: (11) 3032.3727
Visitação: até 21de janeiro de 2018
 
TAME IMPALA 
 
Banda australiana de rock psicodélico formada em Perth no ano de 2007; tendo como líder o multi-instrumentista Kevin Parker, que é responsável pelas gravações de estúdio. 
 
A banda ao vivo é composta por Kevin Parker (guitarra e vocais), Dominic Simper (guitarra e teclado/sintetizador), Nick Allbrook (baixo), que deixou a banda em 2013 e foi substituído por Cam Avery, Jay Watson (teclado/sintetizador e vocais de apoio) e Julien Barbagallo (bateria e vocais de apoio). 
 
Seu nome faz referência ao animal impala. 
 
Music video by Tame Impala performing 'Cause I'm A Man. (C) 2015 Modular Recordings

Da infância humilde em Taubaté, no interior de São Paulo, ao posto de rainha da televisão brasileira, Hebe Camargo ganha um musical, baseado na biografa escrita por Artur Xexéo e com direção de Miguel Falabella, que conta sua escalada profissional e os amores que passaram por sua vida. Embalado pelas canções que marcaram sua carreira de cantora, o espetáculo atravessa oito décadas nas quais, muitas vezes, os caminhos de Hebe e da TV no Brasil se confundem.
 
Com: Adriano Tunes, Brenda Nadler, Carlos Leça, Carol Costa, Clarty Galvão, Daniel Caldini, Debora Reis, Dino Fernandez, Fefa Moreira, Fernando Marianno, Frederico Reuter, Giovana Zotti, Guilherme Magon, Keka Quarterone, Mari Saraiva, Maysa Mundim, Renata Bras, Renata Ricci, Renato Bellini, Renato Caetano e Rodrigo Garcia 
 
 
Com 21 atores em cena, orquestra composta por 09 músicos e mais de 30 técnicos envolvidos, a própria Hebe recebe o público que vai ao Teatro Procópio Ferreira e o convida a conhecer a sua história. A proposta é que o público acompanhe a grade de uma programação de TV típica dos anos 60. Nela, a garota-propaganda (Giovana Zotti) se atrapalha com os comerciais ao vivo e Leonor (Brenda Nadler), uma fã de Hebe Camargo, responde sobre a vida de seu ídolo ao peculiar apresentador de um programa de perguntas e respostas, Belo Garrido (Daniel Caldini). É através do conhecimento desta fã que a plateia acompanha o caminho da artista, que será interpretada por Carol Costa, na juventude, e Débora Reis, na vida adulta.
 
A relação de Hebe com os pais Fêgo Camargo (Carlos Leça) e Ester Camargo (Clarty Galvão), sua participação em programas de calouros e sua experiência de cantar no rádio formando conjuntos vocais com as primas Maria (Keka Quarterone) e Helena (Mari Saraiva), assim como com a irmã Stela (Fefa Moreira) também farão parte do enredo. As muitas amigas de Hebe são representadas por duas figuras bastante conhecidas do público: a também cantora Lolita Rodrigues (Renata Ricci), que Hebe conheceu ainda adolescente e de quem foi próxima a vida inteira, e Nair Bello (Renata Brás), com quem desfrutava noites de carteado e francas conversas regadas a gargalhadas. Ao lado de Lolita, vemos Hebe como cantora de boate num hotel do centro de São Paulo e sua participação na inauguração da primeira estação brasileira de TV.
 
A peça mostra o namoro de Hebe com o boxeador americano Joe Louis (Renato Caetano) e sua relação complicada, escondida do grande público, com o empresário Luís Ramos (Frederico Reuter). Paralelamente, acompanhamos o sucesso que ela alcança como apresentadora da TV Paulista, emissora onde chega a comandar seis programas semanais simultaneamente.
 
Seguem-se seu primeiro casamento, com o comerciante Décio Capuano (Guilherme Magon), o nascimento de seu único filho, Marcello (Adriano Tunes), e sua contratação pela TV Record, onde apresenta por oito anos o mais popular programa de entrevistas dos anos 60: uma atração que leva seu nome e que, por um bom tempo, foi campeã de audiência nas noites de domingo.
 
O musical registra também a separação de Décio, a rápida passagem pela TV Tupi, o trauma que a fez parar de cantar, os encontros hilários com Amâncio Mazzaroppi (Adriano Tunes) e Ronald Golias (Fernando Marianno), a carinhosa amizade com o cantor Agnaldo Rayol (Rodrigo Garcia/Frederico Reuter) e a união com o importador Lélio Ravagnani (Dino Fernandez), com quem viveu por 27 anos. Vemos Hebe tornar-se porta-voz da luta contra a corrupção em Brasília no programa que apresentou no SBT durante 24 anos e onde transformou em tradição o “selinho” que dava em seus convidados preferidos.
 
Com coreografias de Fernanda Chamma, direção musical de Daniel Rocha e e preparação vocal Guilherme Terra, que também será o maestro, Hebe – O musical traça a trajetória pessoal e profissional da mais carismática das apresentadoras de TV no Brasil e, por isso mesmo, a mais popular.
 
A Produção é assinada por Luiz Oscar Niemeyer, Julio Cesar Figueiredo Junior, Claudio Pessuti e Luis Henrique Ramalho.
 
 
 
De Artur Xexéo
 
Direção Miguel Falabella
 
Coreografia e assistente de Direção Fernanda Chamma
 
Direção Musical Daniel Rocha
 
Maestro e Preparação Vocal Guilherme Terra
 
Cenário e Direção de Arte Gringo Cardia
 
Figurinos Ligia Rocha e Marco Pacheco
 
Design de Luz Guillermo Herrero
 
Design de Som Tocko Michelazzo
  
 
 
Serviço HEBE O MUSICAL
Onde: Teatro Procópio Ferreira (624 lugares)
End: Rua Augusta, 2.823 – Jardins / SP
Informações: 3083-4475
Temporada 2017: até o dia 17 de Dezembro
Abertura da casa: 1 hora antes do início do espetáculo.
Quinta e Sexta às 21h | Sábado às 17h e 21h | Domingo às 18h
Duração: 140 minutos (com intervalo de 20 min)
Recomendação: 12 anos
Gênero: musical
 
Ingressos:
Quinta: R$ 50 (Ingressos Populares) | R$ 130 (setor I) | R$ 160 (setor Premium)
Sexta e domingo: R$ 50 (Ingressos Populares) | R$ 150 (setor I) | R$ 170 (setor Premium)
Sábado: R$ 50 (Ingressos Populares) | R$ 170 (setor I) | R$ 190 (setor Premium)
 
Vendas de grupos: (11) 3064-7500
Vendas: www.ingressorapido.com.br e tel.: 4003-1212.
Bilheteria: de quinta a domingo da 14h00 até o inicio do espetáculo.
 

 
 
Faltando pouco para o lançamento de seu novo DVD, "Norte Ao Vivo", o NX Zero apresenta hoje uma amostra do novo trabalho. 
 
 
O vídeo de "Nessa Cidade" https://youtu.be/iz3sQRvZ-tM, extraído do registro, já está disponível no canal da banda no YouTube. Essa é a primeira versão ao vivo da canção, lançada pouco antes da gravação do DVD em junho desse ano.
 
O show, gravado na Audio (São Paulo), faz parte da turnê do seu último disco "Norte" (Deck/2016). As imagens foram dirigidas por Derick Borba, com codireção de Marcelo Borelli.
 
Mais de 30 cinegrafistas estavam presentes para captar a energia da apresentação e dos fãs. "Norte Ao Vivo" estará disponível no YouTube a partir dessa sexta-feira (3) e em todas as lojas a partir do dia 10 de novembro. 
 
 
As 24 músicas gravadas no DVD já estão disponíveis em todas as plataformas digitais. Entre elas estão sucessos do último álbum, como "Meu Bem" e "Fração de Segundo", e hits da carreira, como "Razões e Emoções" e "Cedo ou Tarde".
 
ARI BORGER
 
    Mestre em piano blues, boogie woogie e hammond B3,
foi o pioneiro em seus instrumentos e continua sendo o mais
importante pianista e organista de blues em nosso país.
 
   Borger atinge algo muito difícil em sua música, soar verdadeiro e autêntico, improvisando sem “decorar” suas linhas melódicas, doce em alguns momentos, incendiário em outros.
 
As apresentações e parcerias são históricas e extensas.
 
    Abriu shows para artistas como B.B.King e tocou com verdadeiras lendas do piano blues como os mestres Johnnie Johnson e Pinetop Perkins – pianistas de Chuck Berry e Mudy Waters. Morou em New Orleans, aonde gravou seu primeiro disco e se apresentou nas mais renomadas casas de shows como Tipitina’s e House of Blues.
    Seus discos já figuraram no TOP 10 da Real Blues Magazine, uma das mais importantes publicações do gênero.
    Excursionou com seu grupo pela Europa, tocando em grandes festivais de jazz e blues.
    No Brasil, é requisitado nos mais importantes festivais desde 1995, além de participar de programas de televisão e rádio, como Programa do Jô, Metrópolis, CBN e Band News.
    Acompanhou e gravou com estrelas nacionais e internacionais, como Herbert Vianna, Rod Piazza, Jr Watson, Linwood Slim, Mud Morganfield Jr – filho de Muddy Waters, Sax Gordon, Mitch Kaschmar, Sugaray Rayford e Diunna Greenleaf, estes últimos ganhadores do Grammy Music Awards.
    Já gravou seis discos ao longo de mais de vinte anos de carreira, alternando entre o blues tradicional, boogie woogie, soul e o jazz, recebendo elogios dos veículos de mídia mais respeitados do Brasil e do exterior como Caderno 2(Estado de São Paulo), Revistas Veja, Bravo, Rolling Stone, Real Blues(U.S.A.) e Blues Revue (maior revista de blues mundial).
   Teve a honra de ser um dos headlines por duas vezes do maior festival de piano blues e boogie woogie do mundo o “Cincy Blues Fest” em Cincinnatti no “Hall of Fame Boogie Woogie Stage” ao lado das maiores estrelas do gênero, feito inédito para um artista não americano.
   Agora em 2015, Borger lança “Live At Cincy Blues Fest”,em um box, com CD e DVD. O trabalho foi gravado ao vivo em um único set, com convidados super especiais como Bob Seeley, Johny Vidacovich e Wallace Colleman entre outros.
 
 
 

 

Página 1 de 2