Quarta, 23 Agosto 2017

LINDSEY STIRLING traz ao Brasil a turnê BRAVE ENOUGH

LINDSEY STIRLING / Divulgação LINDSEY STIRLING / Divulgação
A turnê promove o último álbum de Lindsey acontece em: São Paulo, dia 25 de agosto, no Citibank Hall; Rio de Janeiro, dia 26 de Agosto, no Km de Vantagens Hall RJ
 
 

 

Dois anos se passaram desde a primeira vez que Lindsey Stirling veio ao Brasil. De volta à América do Sul, Lindsey faz três apresentações no país com a sua nova turnê, a Brave Enough Tour. 
 
Após quatro anos desde o lançamento do seu álbum de estreia, intitulado Lindsey Stirling, em 2012, a talentosa violinista e dançarina se tornou uma das mais inovadoras artistas do século 21 por apresentar o uso de seu violino na música eletrônica. Após figurar no #2 lugar do Billboard Top 200 e #1 lugar na categoria de Melhor Música Eletrônica e se manter no #1 na categoria de Melhor Álbum Clássico por 21 semanas consecutivas, recebeu também o Billboard Music Award na categoria de Melhor Álbum de Música Eletrônica/Dance. Seu opus seguinte “Shatter Me” não apenas ganhou uma certificação RIAA Gold, como também entrou no ranking como #2 Melhor Álbum de Música Eletrônica/Dance e #1 Melhor Álbum Clássico no Prêmio de Fim de Ano da Billboard, em 2015. Atraindo cerca de 08 milhões de inscritos e 1.3 bilhão de visualizações no YouTube em 2016, a Revista Forbes colocou Lindsey no #4 lugar da sua lista de artistas mais assistidos do YouTube daquele ano, fazendo dela a artista feminina com mais indicações. O seu álbum de estreia The Only Pirate at the Party – co-escrito por sua irmã Brook S. Passey – entrou para a lista de Bestseller do New York Times.
 
Quando chegou a hora de começar a trabalhar em seu terceiro álbum de estúdio, Brave Engough, ela observou a sua jornada até o momento e fez uma importante pergunta a si mesma: “Eu escrevi “Shatter Me” superando a minha anorexia”, ela admite. “Então, eu pensei “Qual é o próximo passo deste processo? ”. Eu percebi que me libertar era apenas o início. A fim de continuar a jornada você precisa decidir todos os dias que não vai se rastejar de volta àquela concha quando as coisas ficarem ruins. É fácil cair em velhos hábitos. Você não consegue se sentir feliz de verdade se apenas adormecer o mal, ele vai continuar ali. Enough é a continuação desta história. É parecido com a guerra entre a luz e a escuridão, mas o fluxo é muito diferente. Você não tem muita certeza de onde começou. Com o passar das músicas, é possível notar a tranquilidade delas, até se tornarem mais otimistas e com esperança. Estou muito mais próxima do lugar onde quero estar do que quando comecei a escrever o álbum."
 
Entretanto, ela encarou um dos mais complicados anos de sua vida durante este processo. Após terminar uma turnê conturbada, Lindsey retornou a Los Angeles para começar a escrever seu novo álbum em agosto de 2015. O seu melhor amigo, Gavi, foi hospitalizado e morreu tragicamente pouco tempo depois. A influência e espírito de Gavi deixaram uma inesquecível marca em todo o processo criativo de concepção do álbum.
 
“Essa foi a pior coisa pela qual eu já passei”, ela afirma. “Eu só queria me afundar no trabalho e mascarar todos os meus sentimentos. Mas eu precisava sentir, afogar e expressar todos eles. Eu acredito que as pessoas que amamos podem ficar próximas de nós quando morrem.  Todos os dias que eu ia ao estúdio, usava algo que me lembrasse ele, seja alguma de suas antigas camisetas, seu gorro, um colar que ele me deu ou outra coisa. Eu pedia a sua ajuda dessa maneira. Agora, eu sinto a sua presença através da música porque eu sei que ele estava lá me inspirando. Quando ele morreu, eu não sabia qual era a direção deste álbum e acabou saindo muito diferente do que eu imaginava, mas da melhor maneira possível. Eu vivi o que eu aprendi com Shatter Me.”
 
O primeiro single “Something Wild” pende entre o seu violino característico e um refrão marcante. Os arranjos do McMahon complementam perfeitamente a visão de Lindsey. Por outro lado, “Hold My Heart” casa uma propulsiva batida com uma linha lírica do violino, fazendo uma conexão inabalável. Há magia na intersecção da entonação dos blues de ZZ Ward, com a instrumentação inimitável de Lindsey.
 
“Eu cheguei nesse ensaio dizendo, “Eu não quero um homem para segurar a minha mão, eu só quero um para segurar o meu coração”, ela lembra. ”Esse é o slogan da nova música. Eu sabia qual seria o ritmo e ZZ e eu escrevemos a letra juntos. ”
 
Para o clipe de “Lost Girls”, o vídeo começa exatamente do lugar onde a história do “Shatter Me” acabou. Uma bailarina quebrou o vidro da bola de neve onde morava e agora tem que encarar as alegrias e tristezas de um novo mundo.
 
No álbum, “Where Do We Go” ajusta o piano e o violino com uma entrega impressionante de Carah Faye. “Às vezes você faz tudo certo na vida, mas a resposta ainda é “Não”, essa não é a maneira como a sua vida deve ser”, ela explica. “Me faz lembrar do Gavi. Eu rezava tanto para que ele ficasse melhor, mas ele não ficou. É sobre ter fé e acreditar que Deus sabe o que é melhor para nós e que ele tem uma perspectiva que nós não conseguimos enxergar. ”
 
Além de uma instrumentação épica, Brave Enough ostenta algumas colaborações com as quais Lindsey sempre sonhou. Christina Perri ajudou a cantora a unir forças com a música que nomeia o álbum, enquanto Weezer Rivers Cuomo – cujas músicas serviram de cover para a banda colegial da Lindsey – mostrou o seu talento em “Don’t Let The Feeling Fade” junto do rapper Lecrae. A superestrela do EDM, Zedd, também participou da produção da música “Love Is A Feeling”, dando boas-vindas a vozes e perspectivas de braços abertos.
 
“Eu aprendi a abrir o meu coração de uma maneira como nunca havia aberto antes”, ela continua. “Você precisa ser corajoso para fazer isso. Esse é o motivo pelo qual o álbum se chama Brave Enough. Vulnerabilidade é vista, por vezes, como um sinal de fraqueza, apesar de a verdade ser totalmente oposta. As pessoas que são autênticas e vulneráveis são as mais corajosas. Gavi era muito corajoso. Ele amou com todo o seu coração e, depois que morreu, eu precisei ser forte o bastante para continuar vivendo”.
 
Agora, ela está pronta para compartilhar essa mensagem com os incontáveis fãs ao redor do mundo.
“Eu quero que as pessoas sintam que elas podem ser fortes o suficiente para fazer o que elas quiserem”, finaliza a cantora. “Todo mundo tem sonhos e desejos. Ensine a você mesmo a ganhar a coragem que você talvez não tenha no momento. Esse álbum é a prova de que você tem”.
 
Para mais informações sobre Lindsey Stirling:
www.lindseystirling.com
 
 
Serviço: SÃO PAULO (SP)
Data: Sexta-feira, 25 de agosto de 2017
Horário: 21h30
Local: Citibank Hall - Av. Nações Unidas, 17.955 - São Paulo – SP
Ingressos: de R$ 50,00 a R$ 550,00 
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 08 anos.
De 08 a 13 anos: permitida a entrada acompanhados dos pais ou responsáveis legais.
De 14 anos em diante: permitida a entrada desacompanhados.
Acesso para deficientes - Ar condicionado - Estacionamento (terceirizado): R$ 50,00
 
BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA
Citibank Hall - Av. das Nações Unidas, 17.955 - Santo Amaro – São Paulo (SP).
Segunda-feira – FECHADA
Terça-feira e Sábado – 12h às 20h
Domingo e feriados – 13h às 20h
 
 
 
Serviço: RIO DE JANEIRO (RJ)
Datas: Sábado, 26 de agosto de 2017
Horário: 21h30
Local: Km de Vantagens Hall RJ – Rio de Janeiro (RJ)
Av. Ayrton Senna, 3000 - Shopping Via Parque - Barra da Tijuca
Ingressos: de R$ 125,00 a R$ 550,00 
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 08 anos.
De 08 a 13 anos: permitida a entrada acompanhados dos pais ou responsáveis legais.
De 14 anos em diante: permitida a entrada desacompanhados.
Acesso para deficientes - Ar-condicionado
 
 
 
 
Última modificação em Quarta, 19 Julho 2017 17:08

Itens relacionados (por marcador)

Entretenimento Noticias Cultura

Newsletter

Receba nossa Newsletter