Sábado, 18 Novembro 2017 | Login
Thiago largou para as duas corridas da sexta fila e terminou em 10º (Fotospeedy) Thiago largou para as duas corridas da sexta fila e terminou em 10º (Fotospeedy)

EuroFormula: VIVACQUA pontua em Barcelona e finaliza temporada na sétima posição

Piloto teve o melhor resultado entre os brasileiros em um dos principais campeonatos de Fórmula 3 da atualidade, com uma vitória e mais três pódios
 
 
 
 
A última etapa da temporada 2017 da EuroFormula Open foi marcada pelas adversidades e pela superação do piloto Thiago Vivacqua. Logo no início dos trabalhos em Barcelona (Espanha), o brasileiro teve problemas com o motor que vinha perdendo potência ao longo dos treinos. A equipe Campos Racing efetuou a troca do motor, mas Thiago teve que sacrificar a participação na segunda, e última, sessão de treinos livres, na sexta-feira (27). O piloto do carro #2 classificou para a primeira corrida, no sábado (28) e ficou com a 11ª colocação e terminou a primeira prova em 10º, voltando a pontuar. No domingo (29), o piloto repetiu os resultados do dia anterior, largando da sexta fila e chegando novamente em 10º. O título do campeonato ficou com o britânico Harrison Scott, da equipe RP Motorsport.
 
Com os resultados, Thiago somou dez pontos no campeonato e terminou a temporada na sétima colocação, empatado com o polonês Alex Karkosik, sendo o melhor brasileiro na categoria. “Foi uma temporada de muito aprendizado. Fiz o possível junto com a Campos Racing, mas infelizmente me faltou sorte em alguns momentos. Coisas de corrida. Consegui uma vitória durante a temporada, mas perdi alguns pontos importantes quando tive algumas etapas sacrificadas, como Estoril, Monza e Jerez. Foram dois pneus furados na Itália após ser  tocado, entre outras coisas que também não tirei melhor proveito de minha parte”, disse o piloto de 20 anos.
 
Thiago termina o campeonato com 98 pontos, tendo como melhores resultados a vitória na primeira corrida em Hungaroring, na Hungria, e mais dois pódios em terceiro lugar, ambos nas segundas corridas em Estoril (Portugal) e Spa-Francorchamps (Bélgica). Fora os pódios, ainda foram mais oito corridas dentro do top-10. “É um campeonato bem bacana e muito competitivo”, completou.
 
Durante todo o ano, Thiago Vivacqua pilotou 1155,73km durante as corridas e 2285,85km nos treinos e um total de 17 voltas na liderança das provas.
 
A EuroFormula 2017 teve oito etapas, com 16 provas disputadas em sete países diferentes, passando pelos mais tradicionais circuitos europeus, sendo eles Estoril (Portugal), Spa-Francorchamps (Bélgica), Paul Ricard (França), Hungaroring (Hungria), Silverstone (Inglaterra), Monza (Itália), Jerez e Barcelona (ambos na Espanha).
 
 
Saiba mais sobre o piloto Thiago Vivacqua: www.thiagovivacqua.com.br

Itens relacionados (por tag)

  • Temporada OSESP 2018 | Natureza dos Sons
    Ao longo do ano a OSESP apresentará 112 concertos sinfônicos, incluíndo programas da série de assinaturas e concertos gratuitos, além de cinco concertos do Coro da Osesp, quatro programas do Quarteto Osesp e 11 recitais. Ao todo serão 134 apresentações na Sala São Paulo!
     
     
     
     
     
    A Temporada Osesp 2018 – Natureza dos Sons
    tem sua inspiração em dois dos mais importantes elementos
    de formação da cultura brasileira: a natureza e a música.
     
     
    Sobre a escolha desse tema, o Diretor Artístico da Osesp, Arthur Nestrovski, explica: “Poucas culturas têm riqueza natural como a nossa; e poucas também, semelhante patrimônio musical, com enorme variedade de gêneros e estilos. (...) É bem verdade, no entanto, que a música, tanto quanto a natureza, vem sendo ameaçada, de muitos modos, nesse período tão complexo. Cuidar da música, como cuidar da natureza, vai-se tornando, mais do que nunca, exercício de convicção: uma prática diária de persistência, em tempos de crise.”
     
    Para a Osesp, esse “exercício de convicção” tem se realizado ao longo de toda a sua trajetória, há mais de 60 anos, e continua pela Temporada de concertos na Sala São Paulo em 2018, com 32 programas de assinatura e 134 concertos no total, sendo 112 sinfônicos, 15 de câmara e sete corais. 
     
    Muitas são as iniciativas do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado da Cultura, para a divulgação e ampliação de plateias da música clássica, com realização da Fundação Osesp. A começar pelos Concertos Matinais Gratuitos, que acontecem sempre aos domingos de manhã na Sala São Paulo, com apresentações da Osesp e de orquestras parceiras. Somam-se a estes os Concertos Digitais, transmitidos para  milhares de espectadores gratuitamente pela internet; os Ensaios Abertos da Osesp, com ingressos a preço reduzido (R$ 10); e ainda os projetos fonográficos, que incluem os lançamentos pelo Selo Digital Osesp, para audição e download gratuitos. 
     
    Fundamentais, ainda, são os projetos educativos, como o Descubra a Orquestra, que recebe crianças e adolescentes de escolas públicas para concertos gratuitos na Sala São Paulo; e a Academia de Música da Osesp, que investe na formação e na profissionalização de jovens músicos de orquestra e coro.
     
    Nessa Temporada, atendendo ao objetivo de contribuir, ainda mais, para o fácil acesso à música clássica, uma nova ação foi criada: a Fundação Osesp oferecerá em todos os programas uma grande quantidade de ingressos ao preço do Vale Cultura (R$ 50), ao longo de todo o ano, tanto no setor do Coro como no setor superior; e ainda programou a série especial Grandes Clássicos, com quatro concertos regidos por Isaac Karabtchevsky, com preço único de R$ 50 (por apresentação), em todos os lugares da Sala.
     
    Falando ainda sobre a preocupação constante com o acesso do seu público à sala de concertos, junto ao anúncio recente de renovação da Praça Júlio Prestes pelo Governo do Estado, a Fundação traz uma novidade importante para a próxima Temporada. A partir de 2018, os concertos noturnos terão início às 20h30, às quintas e sextas-feiras; e os concertos de câmara, aos domingos, terão início às 19h. Já os concertos de sábado à tarde permanecem no horário das 16h30.
      
     
     
     
    DESTAQUES DA TEMPORADA
     
    Em 2018, a Série Sinfônica da Osesp terá 112 concertos – sendo 12 deles gratuitos –, além das séries de câmara e do Coro. Duas séries inteiramente gratuitas são destaque da programação: o festival Viva Villa! (em fevereiro, antes da abertura oficial da Temporada), com seis concertos seguidos, três destes sob a batuta de Isaac Karabtchevsky, celebrando o término das gravações da integral das 11 Sinfonias de Villa-Lobos; e a Maratona Mozart (em outubro), com cinco concertos regidos por Neil Thomson, com sinfonias do celebrado compositor austríaco, e tendo como solistas os ganhadores do Concurso Jovens Solistas da Osesp.
     
    Outros destaques são as sequências integradas de concertos que acontecem ao longo de toda a Temporada 2018, a começar pela série integral das Sinfonias de Beethoven, regidas por Marin Alsop (Diretora Musical e Regente Titular da Osesp), Valentina Peleggi (Regente em Residência da Osesp) e mais sete maestros convidados, entre eles Nathalie Stutzmann (Artista Associada 2016-18), Louis Langrée e Arvo Volmer; e as séries especiais Rossini – 150 Anos de Morte e Stravinsky Essencial (incluindo os três grandes balés modernistas do autor).
     
    O Artista em Residência será o flautista franco-suíço Emmanuel Pahud e o Compositor Visitante, o francês Philippe Manoury. O Músico Homenageado será Marcos Thadeu, preparador vocal do Coro da Osesp e Regente Titular do Coro Acadêmico. 
     
    Entre os solistas internacionais, a Osesp recebe muitos pianistas – Nikolay Luganski, Gabriela Montero, Steven Osborne, Pierre-Laurent Aimard, Tamara Stefanovich, Igor Levit e Roger Muraro –; além dos violinistas Pekka Kuusisto e Ning Feng; o violista Antoine Tamestit; e o trombonista Christian Lindberg (também como regente). Entre os solistas brasileiros, destaque para os pianistas Fabio Martino, Jean-Louis Steuerman, Lucas Thomazinho e Marcelo Bratke. Destaque ainda para o festival Piano Brasileiro, com concertos do Duo Gisbranco, Leandro Braga e Cristóvão Bastos, e André Mehmari.
     
    Entre as obras inéditas está a estreia latino-americana de um concerto do compositor português Vasco Mendonça, pela parceria com a Fundação Gulbenkian de Lisboa, além da estreia mundial de três peças especialmente encomendadas aos compositores Ronaldo Miranda (que comemora 70 anos), Aylton Escobar e Caio Facó.
     
     
    A programação completa já está disponível no site da Osesp e a versão digital para download do livro da Temporada será disponibilizada em breve.   [http://www.osesp.art.br/paginadinamica.aspx?pagina=temporadaosesp].
     
     
  • 93ª CORRIDA DE DE SÃO SILVESTRE encerra primeiro lote de inscrições
    Fundação Cásper Líbero, agora, checará dados para saber se haverá abertura de novas vagas. Prova oferecerá serviços apenas para número de atletas oficialmente inscritos.
     
     
    A 93ª Corrida Internacional de São Silvestre fechará o ano esportivo no  dia 31 de dezembro, reunindo corredores de todo o país e também do exterior. A força da principal corrida de rua da América Latina mais uma vez se confirma com o término da primeira fase de inscrições nesta sexta-feira (17), uma semana antes do prazo oficial, marcado para 24 de novembro. Agora, a organização da prova fará o levantamento das confirmações para definir se haverá reabertura das inscrições.
     
    O evento reunirá 30 mil atletas, que enfrentarão o desafio de 15 km por ruas e avenidas da capital Paulista. A largada será na Avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero.
     
    A prova oferecerá infraestrutura (apoio médico, acessos, hidratação, lanches) para o número oficial de inscritos. Não serão disponibilizados recursos extras para atletas que não estejam inscritos oficialmente ("pipocas").
     
    O Comitê Organizador informa que essas dinâmicas estão sendo implantadas em fase experimental para melhor atender os atletas oficialmente inscritos e pede gentilmente a colaboração dos demais. As áreas de largada terão seus acessos controlados a partir da Alameda Santos e Rua São Carlos do Pinhal e a dispersão a partir da Rua Joaquim Eugenio de Lima até e Alameda Casa Branca. Todas as áreas serão restritas a corredores oficialmente inscritos e usuários locais.
     
     
     
    Mais informações no site oficial da prova:  www.saosilvestre.com.br.
     
     
     

  • Prêmio Design MCB inaugura sua 31º exposição em novo formato
    As peças ganhadoras e selecionadas pelo júri ficarão expostas a partir de 11 de novembro, sábado, das 10h às 18h, com entrada gratuita. No dia acontecerá também feira de livros especializada, encontro com a comissão julgadora e oficinas educativas
     
     31º Prêmio Design MCB, mais tradicional e prestigiada premiação do segmento do país, realizada desde 1986, inaugura a exposição com as peças ganhadoras e selecionadas pelo júri em 2017 no Museu da Casa Brasileira (MCB). A abertura será em novo formato e não haverá cerimônia de premiação, mas contará com feira de livros especializada em arquitetura e design, oficinas e foodtrucks, além de encontro com a comissão julgadora e os vencedores.
     
    O Prêmio Design MCB é reconhecido em todo o Brasil por ser um celeiro de talentos e consagração de profissionais. O propósito da premiação é dar anualmente um panorama da produção brasileira em categorias que abrangem o design de produtos e a trabalhos escritos, acadêmicos e editorial ligados ao mercado.
     
    Este ano, o Prêmio Design recebeu 587 trabalhos, que foram julgados por duas comissões independentes. Sob coordenação de Marcelo Oliveira, doutor em Arquitetura e Urbanismo, foram analisadas as categorias de produto: Construção, Transporte, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis e Utensílios. Já a categoria de Trabalhos Escritos foi coordenada por Cibele Taralli, doutora em Estruturas Ambientais Urbanas e Milene Soares Cara, doutora em Arquitetura e Urbanismo.
     
    Confira a programação de abertura da exposição:
     
    - 10h às 18h – Visitação à exposição 31º Prêmio Design MCB
    Estarão na mostra os 54 produtos e publicações premiados, divididos entre 1º, 2º, 3º lugares e menções honrosas, além das 48 peças selecionadas pelo júri.
     
    - 10h às 18h – Feira de livros especializada
    Durante a abertura da exposição do 31º Prêmio Design MCB, editoras focadas em design e arquitetura disponibilizarão suas publicações com descontos: Participam: Romano Guerra, Olhares, Gustavo Gili, estação das letras e Cores, Edições SESC, Ubu, Senac, Blucher, Monolito, Revista Projeto e Revista L+D.
     
    - 10h30 às 12h – Oficina de Serigrafia – Educativo MCB
    A artista Monica Schoenacker oferecerá noções básicas de serigrafia e, enquanto isso, o participante poderá estampar uma peça em um pano de prato para levar para casa. 
     
    - 11h - Encontro da comissão julgadora e vencedores
    Pode-se dizer que o tradicional encontro entre os jurados e os vencedores de cada edição é o momento ápice da abertura do Prêmio Design.
     
    - 14h às 15h30 - Oficina de Papercut – Fedrigoni
    A artista autodidata Ariádine irá ensinar um pouco do que aprendeu durante uma viagem de três anos pela Europa, com colagens e minuciosos recortes em papel – os chamados kiriês, uma técnica oriental originária da China, que consiste em formar figuras e desenhos em papéis com a ajuda do corte do estilete.
     
    - 15h às 16h30 – Oficina Inutensílios – Educativo MCB
    A atividade será inspirada no poema de Manoel de Barros, 'O Fazedor de Amanhecer', e tem como objetivo central a construção de novos objetos e utensílios para o dia a dia, feitos a partir de sucatas ou materiais que não são mais utilizados.
     
    - 16h às 17h30 – Oficina de Encadernação – Fedrigoni
    Os ministrantes Estela Vilela e Bruna Ximenes mostrarão como é feita a encadernação, que surgiu quando o comércio de livros no Japão se estabeleceu. A costura, que tem o nome original de Yamato Toji, é feita pelo dorso dos cadernos, sem uso de cola.
     
    - 10h às 18h – Foodtrucks
    Lanches, comidas vegetarianas, drinkes, doces e açaís. Confirmadas as participações de +55 FoodTruck Brasil, Dica Natureba, Choco Frut e Cubq.
     
     
     
    Sobre o Prêmio Design MCB
    O Prêmio Design MCB é realizado desde 1986 pelo Museu da Casa Brasileira. A premiação - a mais tradicional e prestigiada do segmento no país - revela talentos e consagra profissionais e empresas. O Prêmio é dividido em dois momentos principais: o Concurso do Cartaz e, em seguida, a premiação dos produtos e trabalhos escritos. Entre junho e agosto, o MCB recebe criações (protótipos ou em produção) nas categorias: Construção, Transporte, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis, Utensílios e Trabalhos Escritos. Os trabalhos são analisados por duas comissões julgadoras independentes, uma para as categorias de produto e outra para trabalhos teóricos. Por fim, são escolhidos os premiados, divididos entre 1º, 2º e 3º lugares e menções honrosas, além dos selecionados que também compõe a exposição. Como resultado do Prêmio Design MCB, o Museu realiza uma mostra com os vencedores e selecionados de cada categoria da edição, que fica em cartaz por cerca de dois meses. 
     
     
    SERVIÇO: Abertura do 31º Prêmio Design MCB
    De 11 de novembro – entrada gratuita
    Sábado, das 10h às 18h
    Local: Museu da Casa Brasileira
    Av. Faria Lima, 2.705 – Jd. Paulistano / SP
    Tel.: (11) 3032.3727
    Visitação: até 21de janeiro de 2018